Cocô de cachorro é bom para o meio ambiente?

O cocô de cachorro é bom para o meio ambiente?

Se você é um dono de cachorro que recolhe o cocô do seu cão, deixe-nos começar dizendo: Obrigado!

Sabia que a maneira como descartamos o cocô de nossos pets pode ser uma grande oportunidade para promover a sustentabilidade?

Quando se trata de consciência ambiental, os sacos biodegradáveis são certamente a melhor escolha para recolher as necessidades do seu amiguinho de quatro patas.

Mas é na lata de lixo o melhor lugar para descartar o cocô do seu cachorro?

Infelizmente, as condições do aterro não contribuem para a quebra dos saquinhos, mesmo que sejam biodegradáveis. Como ficam sem se decompor, as fezes produzem metano inflamável e podem contaminar fontes de água próximas. É por isso que, tecnicamente, muitos aterros não permitem qualquer tipo de fezes; mas fica por isso mesmo. Cerca de dez milhões de toneladas de cocô de cachorro são despejados em aterros todos os anos.

Então, o que os donos de cães devem fazer sobre o cocô?

Antes de mais nada, o dejeto não deve ser deixado no chão. Se o cocô estiver perto de uma fonte de água natural, pode contamina-la com bactérias. As fezes também são ricas em nitrogênio, isso pode resultar na sufocação da vida aquática que é dependente de O2.

Veja o que você deve fazer: depois de recolher o cocô com um saquinho biodegradável, você pode descartá-lo tanto para compostagem quanto pela descarga.

Se você optar por compostar, crie um poço dedicado apenas ao cocô de cachorro ou compre um depósito de adubo para cães em uma loja de animais de estimação ou de jardinagem, que é projetado especificamente para essa finalidade.

Uma terceira opção é criar um vermicomposto, ou seja, adicionar minhocas à pilha de cocô. As minhocas se alimentam do lixo e fazem a compostagem para você. No cenário adequado, as sacolas biodegradáveis serão capazes de quebrar, resultando em um solo rico em nutrientes para os jardins. Uma coisa importante a notar é que o composto de cães não deve ser adicionado a hortas comestíveis – como plantas de frutas e vegetais – para evitar que as bactérias sejam ingeridas.

O segundo método seguro é eliminar o cocô do jeito que os humanos fazem – dar descarga! Apenas tome cuidado com o saquinho biodegradável que você usou para recolher o dejeto. Ele deve ser descartado no lixo.

Quem imaginava que o cocô de cachorro poderia ter um impacto tão grande no meio ambiente? Se todos os donos de cães fizessem esses passos simples para eliminar adequadamente as fezes dos animais de estimação, haveria fontes de água mais saudáveis e menos resíduos em nossos aterros sanitários.

Se você está procurando o saquinho certo para pegar o cocô do seu cachorro, clique aqui  

.

Leia também:

PetBamboo e a Sustentabilidade Ambiental

.

Acesse nossa loja online ou visite nosso quiosque no Shopping Cidade São Paulo, localizado na Avenida Paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *